Home NOTÍCIAS Arquivo de Notícias Programa Brasil Mais Produtivo premia indústrias paraenses

Programa Brasil Mais Produtivo premia indústrias paraenses

E-mail Imprimir
AddThis Social Bookmark Button

Brasil Mais ProdutivoQuinze empresas paraenses atendidas pelo Programa Brasil Mais produtivo (B+P) receberam, das mãos do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, o certificado de conclusão da consultoria. Na ocasião, o ministro também premiou, de maneira inédita no Brasil, as seis empresas que obtiveram os maiores índices de aumento de produtividade a partir do Programa, sendo três do segmento de Alimentos e Bebidas e três de Madeira e Móveis. A cerimônia foi realizada na sede do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA).

O Programa Brasil Mais Produtivo (B+P) é uma iniciativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e tem coordenação técnica do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Por meio de técnicas manufatura enxuta, O B+P realiza modificações rápidas e de baixo investimento e contribui para o aumento de, no mínimo, 20% de produtividade nas empresas atendidas, baseando-se na redução de sete tipos de desperdícios: superprodução, tempo de espera, transporte, processamento, inventário, movimento e defeitos. A média de aumento de produtividade das empresas paraenses é de 49%, isto é, mais que o dobro da meta mínima.

Brasil ProdutivoA Amazon Wood, empresa que atua no setor moveleiro, no centro de Belém, alcançou ganho de 58% de produtividade a partir da consultoria do Brasil Mais Produtivo e foi a primeira colocada no seu segmento. A empresa criava um ambiente de cozinha de 6m², por exemplo, em um dia de trabalho. Agora, este mesmo projeto é desenvolvido em apenas 4 horas. “Este é um programa que realmente se preocupa com o crescimento das indústrias, pois executa um trabalho com seriedade e com benefícios incomparáveis”, declara Lukas Pedroso, proprietário da empresa.

Nesta primeira etapa do Programa, os atendimentos no Brasil são para os setores Metalmecânico, Vestuário e Calçados, Madeira e Mobiliário e Alimentos e Bebidas. O B+P vai atender, até o final de 2017, 3 mil indústrias de pequeno e médio portes em todo o país. Estão previstos R$ 50 milhões em investimentos, dos quais R$ 25 milhões foram aportados pelo MDIC e os outros R$ 25 milhões pelo SENAI.

No Pará, os segmentos prioritários para consultoria são o Madeira e Mobiliário e o de Alimentos e Bebidas, com a meta de atender 70 indústrias desses dois setores até setembro de 2017. O Programa oferta 120 horas de consultoria com 83% de subsídio: são R$ 18 mil por atendimento, sendo R$ 15 mil subsidiado pelo B+P e 3 R$ mil de contrapartida da empresa. Podem participar empresas que tenham entre 11 e 200 funcionários participantes de aglomerações ou Arranjos Produtivos Locais (APLs).

“É uma satisfação muito grande podermos hoje premiar essas empresas paraenses, pois são fruto de um Programa que temos apostado muito. Inclusive, iremos ampliar os setores de atendimentos neste estado para que mais indústrias possam ser atendidas. O MDIC está à disposição do Pará”, destacou o ministro Marcos Pereira.BMP

O SENAI Pará tem 19 consultores a serviço do Brasil Mais Produtivo: 4 em Santarém, 2 em Barcarena e 13 em Belém, todos com formação em áreas específicas da engenharia e experiência em processo produtivo industrial. Além das 15 empresas já concluintes do Programa, existem 13 em andamento e 15 prestes a iniciar. “Este é um Programa que utiliza de uma metodologia simples e eficaz. Iremos trabalhar para que alcance ainda mais municípios no Pará”, destaca Dário Lemos, diretor regional do SENAI Pará. “O Brasil Mais Produtivo dá as empresas o que elas precisam neste momento de crise: produtividade e baixo investimento. Além disso, o B+P se encaixa nos processos inovadores de que tanto incentivamos às indústrias locais”, completa José Conrado, presidente do Sistema FIEPA.

O Programa Brasil Mais produtivo tem, além do SENAI e do MDIC, a realização da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), e o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

EMPRESAS PARAENSES CONCLUINTES DO BRASIL MAIS PRODUTIVO

Setor de Madeira e Mobiliário:
Amazon Wood; Amazon Portas; Perfini; SD Portas; Urnart; Wood Design

Setor de Alimentos e Bebidas:
Da Fazenda; Docel; DomNato; Eti Mariquete; Manioca; Maryne Alimentos; Panificadora Assis; Panificadora Combate; Tasca

EMPRESAS PARAENSES PREMIADAS PELO BRASIL MAIS PRODUTIVO

Setor de Madeira e Mobiliário:
1º - Amazon Wood; 2º - SD Portas; 3º - Wood Design

Setor de Alimentos e Bebidas:
1º - Dom Nato; 2º -  Da Fazenda; 3º - Docel

 
Follow us on Twitter

Acesso Rápido

Banner Eletrônico Transparência do SENAI

 

senai_processo_seletivo_resultadofinal_menor

banner site-redes

 

profissao inclusao final 27 03 1

 

 

Videos

- Senai e o Pronatec

VideoSenaiPronatec

- Olimpíada do Conhecimento 

img_video

- Mini Aula: Afiação de brocas 

 

inova-senai

Publicidade

Nossosparceiros



senai_mercado-2



Últimas Notícias

Mais Acessados